27 de julho de 2016
Jogos Escolares de Abaré – Comemoração aos 54 anos de Abaré-BA
1ª Plenária do Plano de Governo Participativo – Marcílio Cavalcanti e Pedro Caldas
38ª Noite da Saudade
Mural de Recados
Clique aqui para ver todos

A oligarquia política já está aí novamente apresentando os seus candidatos
dizendo que tem muito dinheiro, inclusive vendendo imóveis pra todo mundo
saber.
E o eleitor com isto?
Bem, os candidatos que irão comprar votos, se eleitos, irão tentar tirar de novo do executivo ou do legislativo.
Como sabemos disto?
Vejam a lista do tribunal de Contas do seu Estado.

Desconfie dos candidatos endinheirados

Cabrobó tem dois presidentes de sindicatos à prefeito.

A diferença é que um, MARCÍLIO CAVALCANTI,o jacaré, representa o sindicato de patrões;
O outro, ANTONIO DE NESTOR, o chapéu de couro, representa a classe trabalhadora.

E você , escolherá qual dois dois: o do chicote ou o das conquistas?

Pra você, patrão ou mesma classe?

Os vereadores fichas sujas de Cabrobó, os dos ‘CHIPS”, não representam mais
a maioria da população.
E isto, com certeza, será visto no resultado das eleições deste ano.

CABROBÓ ACORDOU!

TSE vai acatar

O TSE firmou o entendimento de que, nos casos de reprovação de contas de gestão ou ordenação de despesas, as decisões ou pareceres prévios dos Tribunais de Contas dos Municípios são suficientes para determinar a inelegibilidade prevista pela Lei Complementar nº 135/2010 (Lei da Ficha Limpa).

Com esse entendimento, os gestores com contas rejeitadas por irregularidade insanável “que configure ato doloso de improbidade administrativa e por decisão irrecorrível do órgão competente” estão inelegíveis. E essa inelegibilidade atinge as eleições que se realizarem nos oito anos seguintes, contados a partir da data da decisão que julgou as contas.

Câmaras

Antes, o entendimento era de que, para tornar um político inelegível, os casos precisavam ser apreciados e as contas rejeitadas também pela Câmara de Vereadores dos respectivos municípios. Agora, para o TSE, o que vale é o parecer do TCM, já que a votação na Câmara de Vereadores é considerada um ato “político”. Com isso, na prática, quem teve as contas rejeitadas pelo TCM já poderá ser considerado inelegível.

AINDA TEM UNS VEREADORES QUERENDO SER CANDIDATOS NA MARRA

Eleitor

Terceira via nunca se firmou em Cabrobó porque a política local é polarizada entre o POVO e os caldas.

E os caldas já perderam duas nesta trajetória para o POVO.

3ª via

Ultimas Noticias