1 de agosto de 2014
Conta de luz vai ficar mais cara em 2015
Campanha de vacinação infantil contra a hepatite A começa nesta sexta
Armando e Paulo Rubem na lista dos mais atuantes do Congresso Nacional
Mural de Recados
Clique aqui para ver todos

Abaixo o texto que o Didi Galvão postou em seu Blog sobre o futuro resultado da escolha da Nova Mesa Diretora da Câmara de Cabrobó. É Didi mais uma vez as suas previsões e as suas “fontes” falharam, antes de postar besteira, pense não só uma vez, se possível 10 vezes e vá com calma pois tudo pode acontecer…. Deu Zezito Salú na cabeça, quer dizer na presidência… Alguém esperava? Parabéns pela a ótima estratégia de Barnar Russo, Paulo Gonçalves, Zé Nilson Novaes, Ramsés Sobreira e o apoio de Marcos de Neuma já nos acréscimos do segundo tempo do jogo! E podem ter a certeza que teve também o dedinho do Astuto, Articulador e Estrategista: o ex-prefeito e político Eudes Caldas. Para o nosso Prefeito Auricèlio Torres serviu de mais um teste para seu aprendizado, pois ela ainda está cursando a Escola de saber como é ser um político e sai mais uma vez derrotado e sem saber e ter uma postura de um LÍDER, então vai uma dica para o que ele era para ter feito:
Não era para ele ter se envolvido nesta escolha, pois já tinha a maioria na Câmara e na política se discute “Interesses” pessoais.

8 X 4, sem nenhuma surpresa, esse será o placar da eleição de hoje que vai escolher a nova mesa diretora da Câmara de Vereadores de Cabrobó. A oposição até que tentou com algumas argumentações atrair votos e manter Barná Russo na presidência, mas não deu. Prevalecerá a liderança do Prefeito Auricélio Torres, a chapa com a benção do governo será esmagadoramente vencedora, Neguinho Truká (PSD), será eleito presidente, Duda Caldas (PTB), vice presidente, Suzana Freire (PTB), será reconduzida para um novo mandato na primeira secretaria, Zezito Salú (PDT), o novo segundo secretário.

CABROBOENSE

PREVISÃO DO FUTURO O BLOGUEIRO E PROFETA MAIS UMA VEZ ERROU!

O prefeito esta sentido na pele a dor de uma traição,(PERGUNTA DO PREFEITO AO BLOG DO DIDI Diante da decisão da Câmara o prefeito Auricélio faz a seguinte pergunta: É possível confiar em quem não cumpre acordo?)PREFEITO ESSA PERGUNTA TAMBÉM VALE PRA O SENHOR QUE NÃO É UM BOM CUMPRIDOR DE ACORDOS E JÁ PASSOU APERNA EM MUITOS QUE FIZERAM ACORDOS COM O SENHOR, FORMA ELES Eudes caldas Paulo Gonçalves, Zé Nilson Novais, Petrônio Cavalcante,Barna Russo o próprio Marcos de Neuma e outras dezenas de cordos quebrado por parte do senhor, mas temos percebido o quanto o senhor não é liderança e vem perdendo todas as disputa por menor que sejam, perdeu eleição para presidência do conselho de desenvolvimento Rural, a eleição para presidente do bairro da vila das flores, e agora perdeu a eleição da Câmara, é uma derrota atras da outra, tome derrota prefeito.

Eduardo Soares

O vereador DUDA CALDAS quebrou a cara apos trair o vereador BARNA RUSSO e se vender ao preito por mi zeros 50.0000,00 reais terminou perdendo a eleição da Câmara, e vai perder suas vantagens lá, sera dois anos e cinco meses de extrema dificuldade, pois não traiu só BARNA traiu também seus eleitores que aguardavam uma resposta a altura, mais uma vez o vereador se vende por micharia e trai seu tio o ex-prefeito Eudes que também aguardava uma resposta positiva do sobrinho e do irmão.

Ana Lucia

Essa pra o Prefeito Ditador.
disse o Vereador Barna Russo ao seu colega Zezito Salu?
o Cavalo tá passano celado na sua frente ou vc pega ou fica de baixo do Jumento.
Parabéns Zezito Salú vc pegou.

Golpe de mestre

EITA PREFEITO, TA COMEÇANDO A FICAR BOM, VC PENSA Q JUNTO DESSES LALAU VC VAI P FRENTE, LASCOU-SE, ISSO É SÓ O COMEÇO, CABROBO VAI ESTA LIVRE DE VC E ESSES EX PREFEITOS QUE NÃO AJUDAM NADA A NOSSA CABROBO SE DESENVOLVER.

A CASA TA CAINDO

Ultimas Noticias


Programado para o dia:
Conta de luz vai ficar mais cara em 2015
Programado para o dia:
Campanha de vacinação infantil contra a hepatite A começa nesta sexta
Programado para o dia:
Armando e Paulo Rubem na lista dos mais atuantes do Congresso Nacional

Os empréstimos concedidos às distribuidoras de energia terão um impacto de oito pontos percentuais nas contas de luz no próximo ano, estimou o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino. Esse aumento leva em conta os financiamentos feitos pelas companhias para pagar a compra energia no mercado à vista, mais cara em razão da escassez de chuvas e da consequente ativação generalizada e prolongada de termelétricas.

Para fazer essa estimativa, Rufino levou em consideração o empréstimo de R$ 11,2 bilhões intermediado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e outro de R$ 6,5 bilhões, que está sendo negociado pelo governo. Entretanto, ele detalhou que essa estimativa pode mudar se voltar a chover, e o uso de termelétricas diminuir. Do contrário, a tendência é encarecer ainda mais.
O presidente da Aneel ainda relembrou que, com o vencimento das concessões das geradoras Cemig (MG), da Cesp (SP) e da Copel (PR), em janeiro e julho de 2015, o custo da energia tende a diminuir e até compensar o impacto financeiro dos empréstimos para algumas distribuidoras. “O reajuste baliza um conjunto de fatores”, ressaltou.

Nas contas da Safira Energia, o aumento nas contas de luz chegará a 25% com os dois empréstimos em 2015. Entretanto, a consultoria não descartou revisar esse percentual para cima ou para baixo, uma vez que o governo pode evitar grandes reajustes que terão impacto significativo na inflação. Para o diretor-geral da CMU Comercializadora, Walter Froes, o maior ou menor uso de termelétricas terá um peso fundamental nessa conta. “No fim, sempre sobra para o consumidor”, previu.

Adiamento

A diretoria da Aneel também aprovou ontem que o pagamento das operações de compra de energia no mercado de curto prazo, no valor de R$ 1,31 bilhões, seja feito pelas distribuidoras somente em 28 de agosto. Com esse adiamento, o governo ganha tempo para negociar as condições para o novo finaciamento de R$ 6,5 bilhões. Desse total, R$ 3 bilhões devem ser repassados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O restante será emprestado por outras instituições financeiras que querem uma taxa de juros maior.

Para eles, essa operação representará um risco maior, uma vez que será o segundo empréstimo para socorrer o setor elétrico. Na avaliação de Froes, esse adiamento preocupa porque deixa as empresas expostas. “As companhias que deveriam receber agora terão que arcar com compromissos no início de agosto. Fizeram uma inversão incorreta de calendário”, detalhou.

Na opinião do gerente de regulação da Safira Energia, Fábio Cuberos, haverá um descompasso no fluxo de caixa das empresas que precisam receber pela venda de energia. “Essa decisão terá um impacto no mercado e nas operações.”

Fonte: DP

Visitas
contador de acesso grátis